O ambiente dos clubes da capital alagoana não tem sido dos melhores ultimamente. CSA e CRB viveram uma semana intensa, em todos os sentidos, que abalou o emocional dos clubes e vem dando muito o que falar.

Na última quinta-feira, 17, após a derrota do “Azulão” para o Cuiabá, em casa, por 2 x 1, o técnico Argel Fuchs foi demitido, iniciando uma série de polêmicas. No domingo, logo depois de anunciada a chegada de Rodrigo Pastana, como novo Executivo de Futebol do clube, juntamente com o técnico da equipe, Mozart Santos, vazaram dois áudios em grupos de whatsapp, e depois na imprensa nacional, de Fuchs fazendo acusações ao novo executivo de futebol.

Argel e Pastana trabalharam juntos no Coritiba e no Figueirense e, segundo o ex-treinador, eles já tiveram um problema pessoal em trabalhos anteriores. Um dos áudios foi enviado ao presidente do Azulão do Mutange, Rafael Tenório, onde Argel agradece o dirigente pela demissão e diz que, caso isso não estivesse ocorrido, ele mesmo pediria para sair. Proferiu palavras duras contra Pastana que, como resposta, prometeu acioná-lo na Justiça.

Nesta quarta-feira o time perdeu o zagueiro Alan Costa, que deixou o clube após episódio envolvendo Pastana. Ele disse, em entrevista ao GE, que o novo diretor o teria oferecido ao Avaí e chegou a falar em perseguição por parte do novo executivo. Por outro lado, Pastana colocou que o atleta já tinha uma negociação em curso e que não iria se envolver em algo que foi iniciado antes de sua chegada.

Importante ressaltar que, longe das discussões, o auxiliar-técnico, Adriano Rodrigues, comandou o time na partida contra o Cruzeiro no sábado, no Rei Pelé, e venceu por 3 x 1. Mas apesar do importante resultado, o CSA está em 19º na tabela do Brasileirão Série B, com sete pontos, e permanece na zona de rebaixamento.

CRB

Já do lado do Galo Praiano as coisas, que estavam indo bem equilibradas enquanto o clube brigava pelo G4 da competição, começaram a ficar mais tensas com o distanciamento do clube da parte de cima da tabela após a derrota para o Paraná, por 2 x 0, na semana passada. O CRB também deixou a Copa do Brasil nesta terça-feira, 22, apesar de ter vencido o jogo no Rei Pelé, por 1 x 0. O time dá Adeus à competição por ter perdido o primeiro jogo por 2 x 0 em Caxias do Sul, já que precisava vencer por dois gols de diferença para se classificar.

Fato surpresa foi a entrevista, após a partida, do zagueiro Gum. Ele fez um desabafo e disse que problemas de fora para dentro chatearam o grupo. “Infelizmente, as pessoas não tratam futebol como seres humanos, mas como robôs. Não é assim que funcionam as coisas”, colocou.

Surpreendido, o presidente regateano, Marcos Barbosa, em entrevista à radio local, disse não saber do que o jogador estava se queixando e que nada teria ocorrido para tal comentário. Tanto o executivo de futebol do CRB, Thiago Paes, quanto o próprio zagueiro afirmaram ao GE, nesta quarta, que “já está tudo resolvido”.

O Galo embarcou nesta quarta para enfrentar o Botafogo-SP, pela 11ª rodada do Brasileiro. O CRB ocupa a 10ª posição na tabela de classificação, com 13 pontos.

Que os bons ventos soprem novamente em favor das duas equipes e que as notícias daqui por diante sejam, apenas, sobre gols e futebol, fato.

(Crédito da foto: Ascom CRB)