Poder ajudar alguém é um ato nobre e gratificante para quem pode dar uma mão. É pensando assim que a equipe do Amistoso AL conversou com Arlan Freitas, diretor de comunicação da torcida Comando Alvi Rubro, do CRB, que na semana que passou foi surpreendida com um pedido de ajuda para conseguir doadores de sangue para um bebê de um ano e um mês.

Freitas conta que o grupo sempre está envolvido em ações sociais, algumas são planejadas e outras surgem através de pedidos da população ou trazidas pelos
integrantes que descobrem que alguém está necessitando. Então, eles juntam dinheiro e transportes próprios e doações de terceiros e simpatizantes da causa para ajudar.

Foto: Ascom

O diretor de comunicação relembra do caso ocorrido na semana anterior, um fato inusual e ao qual diz ter se emocionado muito, onde recebeu uma ligação de um pai desesperado, pedindo pare ele fazer um flayer nas redes sociais convocando voluntários para doarem sangue para seu filho, Miguel. A partir da conversa com o pai, Freitas diz ter mobilizado o departamento de criação e começaram a campanha via internet. Passados dois dias ele recebeu uma ligação do pai emocionado agradecendo pela ajuda e que, graças a eles, seu filho já tinha recebido a doação. Mandou um vídeo do filho no hospital e pediu para a equipe mandar outro para que eles soubessem que eram as pessoas que os tinham ajudado.

Frente ao caso, a equipe do Amistoso AL falou com os pais de Miguel para saber o porquê de procurar a torcida ao invés de outros órgãos assistenciais. A mãe do menino, Walesca Gomes da Silva Reis, disse que seu filho sofre de uma enfermidade chamada Anemia Falciforme e já estava internado há quatro dias no hospital, na espera de doadores, quando seu marido teve a ideia de falar com o pessoal da Comando, devido às atividades filantrópicas e a quantidade de seguidores. Os pais acrescentam que o auxílio foi fundamental e que a ajuda não beneficiou apenas a eles, mas a muita gente, porque mesmo após seu bebê receber o sangue ainda havia pessoas se prontificando para doar.

Foto: Ascom

O comunicador fala sobre o evento que realizaram para o dia das Mães desse ano onde, com a ajuda de moradores e integrantes da torcida, realizaram doações em vários bairros ao mesmo tempo: “parecia até dia de jogo, com tanta gente com a camiseta da comando, foi emocionante e muito marcante”. Ainda promoveram diferentes tipos de doações para as comunidades, na oportunidade.

Por outra parte, o diretor diz que a pandemia vem os prejudicando, já que não tem jogos e, consequentemente, as vendas baixaram muito, meio pelo qual a organização se mantêm. Mas mesmo em meio a tantas dificuldades são cientes do papel social que desenvolvem e que seguirão realizando.

Para o próximo fim de semana terão uma mobilização em que doarão roupas, lençóis, fraldas infantis, produtos de higiene, cuscuz, salsicha e molhos para moradores de rua. O organizador informa que as pessoas que estiverem interessadas em ajudar podem levar suas doações até o dia 28, na sede localizada na Av. Comendador Leão, 647, no Poço. Também comenta que estão arrecadando roupas para a campanha do agasalho deste ano.

(Crédito da imagem: Ascom)