Após a liberação dos treinos por parte do governo do estado, os clubes alagoanos esperam, agora, por uma posição das autoridades sobre a possível volta do campeonato estadual. Num cenário onde nem todos veem com bons olhos o retorno da competição, o Murici Futebol Clube prefere aguardar um posicionamento mais concreto para começar a se movimentar.

Líder do Alagoano até a paralisação, a entidade acredita que precisa haver uma fala mais definida sobre a data dos jogos, haja vista que a pandemia no município não tem dados animadores que possibilitem um recomeço imediato dos treinos. “Essa liberação é um sinal de que as coisas aos poucos irão chegar à sua normalidade. Mas falando especificamente em Murici, as coisas ainda estão um pouco complicadas e, por isso, iremos aguardar uma definição mais concreta de quando podemos começar a jogar e não só em relação aos treinos. O município ainda possui muitos casos da doença”, coloca o presidente do verdão, Geraldo Amorim, em entrevista exclusiva ao Amistoso AL.

O boletim epidemiológico desta quarta-feira, dia 24, emitido pela prefeitura municipal, registrou 223 casos confirmados e oito óbitos.

Sobre o reinício do Estadual, Amorim reforça que ainda não tem uma postura formada em relação à volta e que precisa ouvir as outras equipes do interior sobre o assunto. “Mas se tiver que voltar vamos em busca do título, já que somos o líder”.

Elenco

Questionado a respeito da remontagem do elenco, caso se decida pelo reinício das partidas, o dirigente destacou que o clube irá manter a mesma equipe e lutar pelo título. “Até acho que não pode nem contratar mais. Vamos correr pra juntar todo
mundo novamente. Se Deus permitir, esse é nosso objetivo”
, conclui.

O Murici ocupa a primeira colocação no campeonato Alagoano. O time abriu a sexta rodada empatando com o CSE e já está classificado para a próxima fase, com 12 pontos.

(Crédito da imagem: Ascom Murici)