O presidente da Federação Alagoana de Futebol (FAF), Felipe Feijó, afirmou, em entrevista ao site Amistosoal, que a situação atual é complicada e não tem como dar qualquer previsão sobre retorno de atividades. “A dificuldade está em todos os setores e não só no futebol. A indefinição é mundial”. O dirigente se referiu à paralisação do futebol no Brasil, em especial ao campeonato estadual, que teve a suspensão prorrogada até o dia 20 de abril pela FAF.

Feijó reforçou que a prorrogação servirá para analisar e estudar a situação dos clubes e tentar minimizar os prejuízos que eles venham a ter. “O objetivo agora é tentar diminuir o prejuízo dos clubes, arbitragem e os envolvidos nesse cenário”, disse. Ressaltou que a folha das equipes está assegurada até março, mas que as discussões a partir de agora serão as folhas de abril em diante.

A FAF cogita, segundo Feijó, negociar a redução ou mesmo a extinção de algumas taxas durante esse período de indefinições para ajudar os clubes. Segundo ele a Federação deve se reunir com os times no próximo dia 10 de abril para discutir o panorama.

Campeonato Alagoano 2020

Feijó conclui dizendo que a intenção é concluir o Campeonato Alagoano, ainda que precise reajustar um pouco o calendário. “Porém, não podemos dar certeza de nada. Tudo pode acontecer. Está tudo muito indefinido”, finaliza.

(Crédito da imagem: Reprodução/Verdade Alagoas)