Após destituição da diretoria por ordem judicial, devido a irregularidades na eleição, o Conselho Deliberativo que atua como diretoria provisória do Jaciobá Atlético Clube (JAC) tem prazo legal para realizar um novo escrutínio. Mas para que isso seja possível, a nova direção tem o desafio de formar o quadro de sócios para ter um quórum de votação suficiente para a escolha.

Em conversa com a equipe da Amistoso AL, o assessor do clube, Fagno Pinto, explicou que a comissão está em campanha de vendas de títulos para conseguir novos sócios para o clube. Onde em reunião realizada por teleconferência, no último dia 22, para prestação de contas, ficou deliberado que os portadores de títulos de “Sócios Beneméritos” também terão direito a voto e a serem votados.

Outra medida que a diretoria provisória deliberou foi a de que todos os ex-dirigentes, ex-conselheiros e seus suplentes, que tenham sido legalmente constituídos, passam a pertencer ao quadro de “Sócios Beneméritos”.

Pinto acrescenta que a nova eleição não estará levando em conta o Regimento Interno apresentado pela última diretoria já que, por orientação judicial, esse documento teria sido constituído de forma ilegal. Sendo assim, os integrantes da última gestão perdem o direito do benefício de "Sócios Beneméritos".

Nestes meses o prazo expedido pela justiça para a escolha da nova diretoria está se acabando, mas devido à pandemia, em que todos devem respeitar o isolamento, a
comissão provisória deverá pedir uma prorrogação do prazo.

(Crédito da imagem: Fagno Pinto)