Em meio a tantas incertezas causadas pela pandemia da Covid-19, nesta terça-feira, 14,se teve uma confirmação de que o Campeonato Alagoano de Futebol não retornará mais no dia 20 deste mês, como estava previsto. Um comunicado oficial da Federação Alagoana de Futebol (FAF) informou que a data de retorno do campeonato foi prorrogada para o dia 30 de abril.

Pós comunicado, a redação do Amistosoal.com entrou em contato com a assessoria da FAF para saber sobre a real situação quanto ao retorno do Alagoano. De acordo com a Federação, eles estão esperando a confirmação de uma reunião para a semana que vem, entre o presidente Felipe Feijó e o Secretário de Saúde do Estado, Alexandre Ayres, para que este lhes dê um panorama sobre as ações previstas frente a situação da pandemia.

Uma vez recebidas as orientações, a Instituição irá analisar e estudar a situação para, posteriormente, agendar uma reunião com os dirigentes dos clubes para definir a data e as condições em que retornará o Campeonato. Como bem disse o presidente em entrevista anterior: “o objetivo agora é tentar diminuir o prejuízo dos clubes, arbitragem e os envolvidos nesse cenário”.

Em tempo

Em entrevista ao programa de rádio Bate Bola Esportiva, nesta quarta-feira,15, o presidente do CRB, Marcos Barbosa, declarou que tinha sugerido à FAF recomeçar o Campeonato Alagoano, agora no mês de maio, com os portões fechados e transmissão pela TV e rádios, sem público.

Verba recebida da CBF

Na entrevista, o Amistosoal.com também questionou sobre a verba recebida da CBF, que assim como todas as confederações do Brasil, a FAF também recebeu. Coruripe e Jaciobá tiveram direito por serem os representantes da série D e A União Desportiva por ser o representante da Seria A2 do Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino.

O representante nos explicou que, assim como os clubes, a Federação também vem sofrendo muitos prejuízos com essa situação e que o recurso será usado pagar as
despesas próprias como: pagamento de folha, despesa administrativa. O fato de não estar havendo jogos, consequentemente, não está gerando renda para cumprir com suas obrigações. Além de que muitos patrocinadores não saíram do Campeonato, mas suspenderam os pagamentos. Assim, a Federação vai usar o dinheiro para manter a casa em dia neste período.

(Crédito da imagem: Reprodução)