O ex-técnico do CRB, Marcelo Oliveira, afirmou, em entrevista ao Programa Fora de Jogo, do Esporte Interativo, nesta quinta-feira, 28, que indicou o jogador alagoano Roberto Firmino ao Atlético-MG na época de sua passagem pelo CRB, em 2007/2008, mas o clube recusou.

O treinador chegou para comandar o Galo da Praia no Campeonato Alagoano, em projeto de parceria com o time mineiro, quando descobriu o talento do atacante do
Liverpool. Na entrevista, ele explica que todas as segundas-feiras fazia treinamento e complementava o grupo com atletas da base, juniores e juvenis.

“Uma vez foi um tal de Roberto e um Paulistinha, que era um volante e um meia. Gostei muito dos dois, porém ainda mais do Roberto. Então falei que quando fossem trazer jogadores para complementar os treinos trouxessem o Roberto”. Oliveira conta que Firmino foi algumas vezes aos treinos e ficou admirado com sua a técnica. “Como era parceria com o Atlético, eu liguei e disse: 'tem um jogador aqui que é muito bom'. Vocês podiam olhar”.

Foto: Alagoas24horas/arquivo

O técnico ressaltou que, no futebol, as pessoas, às vezes, são distraídas. “Elas ouvem e pensam que esse deve ser mais um. Não o levaram para o Atlético, aí deu o Roberto Firmino. Ele saiu de lá, comprado por um empresário, depois foi para o Figueirense e um ano depois se tornou quem ele é”.

Oliveira aconselha que as pessoas do futebol, os formadores, devem ouvir mais quem está no meio. “Quem esteve nos campos por muito tempo tem a possibilidade de apontar alguém e dizer: - esse cara tem um talento diferente”. E finalizou: “o fato dele ter ido para a Europa cedo deve tê-lo dado uma melhor condição, pela cultura de organização. ‘Mas ele é talento puro’! Não usa força, usa técnica, movimentação e posicionamento para fazer os gols”.

Oliveira foi atleta de destaque no Galo Mineiro nas décadas de 70 e 80 e teve grande experiência como técnico da base, ganhando títulos pelo clube. Também comandou diversas equipes do futebol brasileiro, como Coritiba, Vasco e Cruzeiro. Já Firmino saiu das categorias de base do CRB, onde ficou de 2005 até 2008, para ganhar o mundo.

(Crédito da imagem: Getty Imagens)