O ano não tem sido fácil para o Centro Sportivo Alagoano (CSA). Com altos e baixos tentando montar um time competitivo no início da temporada, a equipe azulina retorna da paralisação tendo que enfrentar, ainda, o problema da Covid-19, que atingiu 21 atletas e agora afetou, também, o técnico Eduardo Baptista.

Esta noite o Azulão enfrenta a Ponte Preta, no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, pela quinta rodada da Série B do Brasileirão, com alguns possíveis retornos e sem a presença do técnico Eduardo Baptista, que testou positivo para o coronavírus. A assessoria do clube confirmou que o auxiliar técnico Márcio Goiano é quem comandará a partida de hoje.

Tendo jogado apenas duas vezes na competição devido à infecção da equipe, o CSA está em 14º na tabela, com três pontos. Venceu o primeiro jogo contra o Guarani, em Maceió, por 1x 0, e perdeu para o Operário-PR por 3 x 0, em Ponta Grossa. Foram dois confrontos adiados devido às testagens positivas - contra a Chapecoense e contra o Cuiabá. Já a Ponte Preta tenta entrar no G-4 esta noite, já que tem cinco pontos.

Formação

Os meias Renatinho e Nadson, o volante Geovane e o zagueiro Alan Costa, que não jogaram contra o Operário, podem ser os nomes à disposição da comissão técnica na partida de logo mais. Porém, o time não deve mudar muito sua formação e deverá contar com Alexandre Cajuru ou Bruno Grassi no gol, Caio Felipe, Luciano Castán e Leandro Souza na zaga, Igor Fernandes e Willian Rocha nas laterais, Marquinhos e Norberto no meio campo e Andrigo, Rodrigo Pimpão (ou Allano) e Michel Douglas no ataque.

Histórico dos desfalques

Em testes anteriores ao jogo contra o Guarani, na primeira rodada, nove jogadores foram detectados com o vírus e tiveram que ficar de fora da partida. Sem conseguir o cancelamento junto à CBF, a equipe entrou em campo com um time reformulado e até conseguiu vencer por 1 x 0.

Porém, logo depois mais nove atletas ficaram impossibilitados de entrar em campo devido aos exames e o jogo contra a Chapecoense, que seria na quarta-feira, 12, teve que ser adiado pela Entidade. E não parou por aí: já na quinta mais dois jogadores testaram positivo. Com 20 atletas cumprindo isolamento, mais uma vez houve o cancelamento da partida marcada para o sábado contra o Cuiabá.

Contra o Operário a equipe jogou com apenas dois titulares e, aos poucos, os atletas vão sendo liberados e o time vai voltando à sua formação original.

Arbitragem

O duelo terá Antônio Dib Moraes de Sousa, do Piauí, como árbitro. Seus auxiliares serão os piauienses Márcio Iglésias Araújo Silva e Janystony Rabelo de Melo. José Guilherme Almeida e Souza, da Federação Paulista, ficará como quarto árbitro.

(Crédito da foto: Ascom CSA)