A semana começou um pouco mais movimentada para o futebol alagoano. Após um longo período de intensas dúvidas sobre a volta do futebol, parece que, ainda que lentamente e de forma cautelosa, já é possível vislumbrar uma volta às atividades.

A Federação Alagoana de Futebol (FAF) informou, através da assessoria, que fechou uma parceria com um laboratório médico para iniciar a testagem dos atletas e membros da comissão técnica para retorno aos treinos, que ainda não têm data definida.

Anunciou a testagem das equipes de CRB e CSA para esta semana e afirmou que os outros clubes da primeira divisão do campeonato Alagoano serão submetidos ao exame à medida que forem definidas as datas da volta aos trabalhos, porém não deu detalhes em que condições esses clubes voltariam.

Azulinos e regatianos já começaram a se movimentar. O CSA realizou a primeira bateria de testes para COVID-19 na última quarta-feira, 10, no CT Nelson Feijó, na Via expressa. Já a equipe do Galo da Praia iniciou a testagem nesta segunda (15), dando continuidade nesta terça-feira (16). Um novo calendário para o CSA também foi anunciado para o próximo fim de semana.

O presidente da Federação, Felipe Feijó, afirmou que essa medida é o primeiro passo para o retorno do futebol alagoano às atividades e que agora é preciso identificar os ambientes das equipes para que se possa controlá-los. Segundo ele, a ideia é fazer um retorno seguro para todos e manter um protocolo diário de controle.

Foto: Reprodução

Resultado dos testes iniciais

A assessoria azulina divulgou que no total de 65 testes, entre atletas, funcionários e comissão técnica, dez pessoas testaram positivo para Covid-19, porém, todos estão assintomáticos e livres da doença.

Fábio Lima, chefe do Departamento Médico do clube, explicou que foi realizada testagem inicial usando os testes sorológicos, IGM e IGG, e das 65 amostras dez positivaram. “Mas para nossa alegria e tranquilidade, todos aqueles que se positivaram, primeiro, não tiveram nenhuma queixa de sintomas e, segundo, já saíram com uma classe de anticorpos que é o anticorpo de memória: o IGG positivo alto. Ou seja, esse é o melhor dos cenários. São aquelas pessoas que entraram em contato com o vírus, não tiveram a doença e adquiriram imunidade para tal”. Ele complementou que, na prática, eles nem transmitem para ninguém, nem pegam mais o vírus de ninguém.

O médico informou, ainda, que seguirá com a retestagem e que os que testaram positivo não precisarão fazer novos exames para Covid 19, porém, serão monitorados.

Segundo o Boletim Epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) nesta segunda-feira, 15, Alagoas tem 22.926 casos confirmados da doença, 15.169 curados e 768 óbitos.

(Crédito da imagem: Ascom CSA)