Aos poucos o futebol de Alagoas dá sinais de recuperação e poderá, quem sabe, inclinar para uma possível continuidade do campeonato estadual. Ao menos é o que demonstra a Federação Alagoana de Futebol (FAF), que criou um grupo de trabalho com o objetivo de formar um Plano de Retomada do futebol alagoano.

Segundo a assessoria da Instituição, o grupo está sendo montado por uma equipe de especialistas nas áreas de saúde e educação física que sugeriu, em reunião por
videoconferência nesta sexta-feira (24), ideias iniciais e normas de condutas e flexibilização para as equipes.

Entre os assuntos colocados na reunião foi levantada a possibilidade de testagem do covid-19 para atletas e funcionários dos clubes alagoanos; medidas de isolamento em concentração e a criação de um Departamento de Saúde pela FAF para recepção, acompanhamento e avaliação.

A FAF garantiu, porém, que apesar das pretensões de ver o futebol no estado retornar, a prioridade será a de oferecer segurança e tranquilidade para os atletas, comissão técnica e profissionais do mundo do futebol.

Cautela

A reportagem do Amistos AL entrou em contato com alguns representantes de clubes, que foram cautelosos em suas respostas. O presidente do Centro Esportivo
Olhodaguense (CEO), José Wique Souza, disse que ainda não tem uma opinião e prefere aguardar o decorrer das ações para tomar um posicionamento sobre o assunto.

Por meio de assessoria o Murici Futebol Clube afirmou que vai esperar a reunião marcada para hoje para então tomar uma posição sobre o tema. Importante lembrar que um novo encontro foi agendado para esta segunda-feira (27) para dar sequência à formação do Plano.

A assessoria do ASA também não deu maiores detalhes e aguarda a avaliação da diretoria sobre as novas medidas tomadas pela FAF. Nossa reportagem entrou em
contato, também, com representante do CSE, mais ainda não obteve retorno.

Equipe

Participam do grupo de trabalho pela FAF o presidente Felipe Feijó, o diretor Administrativo, Júnior Beltrão, o diretor de Competições, Luciano Sampaio e as
advogadas Larissa Calheiros e Leiliane Marinho. Os especialistas das áreas de saúde e educação física são os médicos Celson Marcos, Eduardo Lima Barbosa, Fábio Lima, Luiz Fernando Barros, Williams Albuquerque e Thiago Omena.

Também integram a equipe o professor mestre Victor Fabiano, coordenador do curso de Educação Física do Cesmac, o professor Gustavo Gomes de Araújo, coordenador do Programa de Pós-Graduação em Nutrição da UFAL e o professor doutor em Educação Física, Luiz Rodrigo Augustemak, professor adjunto do Instituto de Educação Física e Esportes da UFAL.

(Crédito das imagens: Ascom FAF)